Seguidores

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Plenilúnio


O teu olhar quando brilha,
Tem um encanto que fere!
Tem uma luz que vem célere,
Enquanto o meu desvencilha.

...Mas o teu olhar é refúgio,
De outros olhares ousados.
Cheios de ardentes pecados
Ser linda é um subterfúgio!

O teu olhar me atrai!
Fascina mais que o arrebol!
É como um raio que cai!

-Ah! O teu olhar me ilumina
Mais que a lua cheia e o sol!
-Eu te amo tanto, menina!

José Anchieta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-me