Seguidores

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Os Meus Versos


Os meus versos humílimos, singelos!
São escritos na horas amenas,
Sob a luz das estrelas serenas
Que iluminam os caminhos mais belos.

Sobre um banco d'um tronco de árvore
Que de tão velho trepou-lhe a hera.
Meus versos são flores! Quimera!
São gaivotas! São torres de mármore!

São idílios febris! Delirantes!
Que cantaram amores lascivos
E descrevem o luar dos amantes.

Meus versos são beijos roubados!
São dádivas! Sorrisos ambíguos!
São heróis de tempos passados...

José Anchieta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-me