Seguidores

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Liberdade Poética


Bons e Velhos Tempos
É amiga...
Hoje eu me lembrei de tantas coisas...
(Risos) Nem me diga!
Até mesmo a cor daquelas rosas...

Acordei lembrando-me de você
Das tuas madeixas faceiras...
E agora o mesmo povo nem vê...
Não enxerga mais como brincadeiras!

Talvez tenham se esquecido
Sabe como é né... O tal do tempo! (Risos)
Ele se encarrega de deixar-nos adormecidos
E as visitas cessam em algum momento!

Na época achei você meio egoísta...
Meio não. Egoísmo imenso de sua parte!
Eu agora creio estar meio altruísta
Acho que o egoísta era eu por ter saudade!

O destino nos leva em direção oposta
E marca em cada um o seu caminho
Nem pergunta se gosta ou não gosta
E o tempo se encarrega do carinho!

Talvez chegue a época de esquecê-la
Já que nem retorna minhas indagações mais
Chegará o dia em que deixarei de vê-la
Mas por agora, mais uma vez eu digo...
Continue lendo...
http://osnyessenciadaalma.blogspot.com.br/2013/09/bons-e-velhos-tempos.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-me