Seguidores

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Um Beijo Apenas...


Abraça-me com ternura e ledice tanta
Depois me prende com as duas tranças!
Os olhos – parecem gêmeas crianças:
Uma baila enquanto que a outra canta!

E enquanto me enlaça o seu corpo esguio
Tortura a minha volúpia e o meu desejo!
O meu olhar emite, da paixão, o lampejo
E as mãos umedecem com o suor frio...

As pernas sacodem feitos os bambuzais
Quando sopra forte e impetuosa ventania.
Dos seios – os lírios são adornos fatais

Sobre a epiderme rósea. É cândido o riso!
Os meus olhos nos seus olhos – dão poesia
Um beijo apenas e terei o céu e o paraíso...

José Anchieta

Um comentário:

  1. "E enquanto me enlaça o seu corpo esguio
    Tortura a minha volúpia e o meu desejo!"
    Gosto desse calor, que só o sentimento do amor é capaz de fazer.
    Quem escreve o amor, está em contato direto com a VIDA,
    Pois "amar é viver".
    Obrigada por sua ilustre visita em meu blog, muito me deixa feliz.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Link-me