Seguidores

sábado, 7 de agosto de 2010

Pai


Quando eu era um menino
Admirava a força dos heróis
E a esperteza dos cowboys.
De um mascarado latino...

Quando eu era criança
Queria ser um guerreiro
Sobre um corcel galopeiro
Com escudo e lança.

Quando ainda juvenil
Queria ser um soldado
Com farda verde e fuzil

Mas agora eu vejo-o (tangível)
O maior herói ao meu lado:
-Pai, meu educador invencível.

07 de Agosto de 2010

José Anchieta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-me