Seguidores

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Luzia


O teu lindo olhar luzia,
Insinuando um talvez...
E por medo ou timidez
A minha voz emudecia.

Os teus cabelos lisos
Dançavam ao vento.
Valsando junto o sentimento,
Crédulo dos teus risos.

...E o teu olhar sempre luzia.
Enfeitiçando-me sem dó.
Como uma áspide á cotovia!

O teu olhar, linda Luzia,
Transforma uma rocha em pó!
Misto de paz e de agonia!

José Anchieta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-me