Seguidores

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Uns Olhos Azuis

Uns olhinhos azuis
Que fitavam-me docemente
Duas estrelas! afago quente
Sob os astros nús

E um lábio escarlate, rubro
Sussurrou-me em segredo
Que, de amar tinha medo
Ao se envolver displicentemente

Não temas querida! não temas
O Amor
Não temas a vida!
Que é coisa passageira!
O Amor é uma flor
Que murcha ligeira...
Ela, discordou!

José Anchieta

5 comentários:

  1. Que bom que voltou a escrever. Senti falta dos seus poemas.
    Obrigada pela visita e devo dizer que gosto do seu blog, demais.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Mesmo para quem não acredita no amor ele é vida, alias ele é a vida!
    Gostei do seu poema :-)
    Boa semana amigo
    Um abraço
    Antero

    ResponderExcluir
  3. Hoje deixei quatro selinhos para você em meu blog...assim encerro essa etapa de seleinhos por algum tempo...pois agora menos tempo para dedicar-me a eles.
    Volto as aulas, e preciso deixar um pouco de sonhar, para estudar...cair na real(risos).
    Mas lembre-se, você estará sempre em meu coração.
    Se gostar dos quatro, pegue -os, se não pegue o que mais gostar e se não valeu a intenção em presentear quem sempre me prestigia e me oferece carinhos.
    Vai ai o endereço...eles estão no final da folha.
    Um lindo dia.
    Paz em seu coração.
    http://blog.daysesene.com/2011/01/selinhos-confeccionados-para-meus.html

    ResponderExcluir
  4. Deixei um presentinho pra você no meu blog, espero que goste. Dá uma olhadinha lá ;)
    http://k2l87.blogspot.com/2011/02/selinhos.html
    beijão, boa semana par ti! ^^

    ResponderExcluir
  5. "O Amor é uma flor
    Que murcha ligeira...
    Ela, discordou!"
    A flor tem todo o perfume do amor, mesmo ela murcha,o perfume nos envolve, sempre.
    Uma noite linda para você.
    Sinto sua falta em meu blog.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Link-me