Seguidores

sábado, 24 de julho de 2010

Sem o Teu Amor


Sem o teu amor
Terna amada minha
Sou espinho sem a flor
Vou correndo à vinha...
Sem o teu amor
Não bebo do orvalho.
Eu morrerei de calor
À sombra de um carvalho.
Sem o teu amor
O meu pranto não cessa
É sempre a dor
Felicidade às avessas
Sem o teu amor
Quase nada importa
Sem o teu amor
Fecham-se todas as portas
Sem o teu amor
O arco-íris não tem graça
É incolor!
E a chuva nunca passa
Sem o teu amor
Ó flor delicada
Sem o teu amor
A vida não vale nada!

O Amante da Flor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Link-me